SLIDER

Dia 21, de Kass Morgan

Dia 21 continua exatamente do ponto onde o primeiro volume da série parou. Kass Morgan não deixa brechas para dúvidas, resolve todos os segredos e planta novas no enredo. Mais uma vez fiquei entretida com a história e não consegui largar até virar a última página.

“Esperança cresceu dentro dela, preenchendo as rachaduras de seu coração partido, e ela soube que não poderia aguentar que algo levasse aquela esperança embora. Não ainda. Não até ela descobrir definitivamente o que tinha acontecido aos Colonos.”

Título: Dia 21
Autora: Kass Morgan
Gênero: Ficção científica
Páginas: 288
Editora: Galera Record
Avaliação: 
*Livro lido através do programa Kindle Unlimited

Os 100 sobreviveram aos primeiros vinte e um dias na Terra. Até o momento eles achavam serem os únicos no planeta, mas um inimigo é descoberto e nada mais é certo Agora, eles precisam aprender a conviver em grupo e também com os terráqueos que ali habitam. Está difícil manter tudo nos eixos com os recursos cada vez mais escassos e disputas entre si acontecendo a todo o momento.

A obra anterior finalizou com Clarke desmaiando durante uma busca na floresta ao lado de Bellamy; Glass e Luke confinados na nave, quase sem ar e comida; Octavia sumindo após um ataque ao acampamento; e um incêndio que destruiu o pouco que os Cem possuíam. É neste contexto que o segundo volume tem início.

Kass Morgan mudou o rumo da escrita e ao invés de focar na surpresa dos personagens ao verem um animal, o por do sol ou até mesmo descobrir o sabor de uma fruta, há romance, segredos e verdades a serem revelados, crenças quebradas e relacionamentos testados ao longo das páginas.

O livro é narrado em terceira pessoa, possui os capítulos alternados entre quatro personagens, Bellamy, Clark, Glass e Wells, e os flashbacks marcam ainda mais presença. Basicamente é como o estilo de seu antecessor, mudou pouca coisa e continua ótimo.

Outro ponto positivo é a quantidade de novas tramas. Como dito anteriormente, os flashbacks nos ajudam a entender muitos pontos da história. Um desses que foi mais explorado, com toda a certeza, é a personagem Lily que marca presença apenas no passado através das memórias de Clarke e agora também de outro personagem.

Também vale ressaltar algo que não é muito comum em livros e que eu particularmente adoro. O curto espaço de tempo entre os volumes. Do primeiro para este se passaram apenas 21 dias. Sim, isso mesmo! Além de não deixar uma dúvida se quer, pois a obra começa exatamente a partir de onde o seu antecessor parou.

Dia 21 é uma ótima continuação e a autora conseguiu manter todo o clima de suspense e ficção presentes na obra anterior. Novamente, recomendo a série.

Confira a resenha do primeiro volume da série The 100 clicando aqui.
Tecnologia do Blogger.
© Páginas incríveis • Theme by Maira G.