The 100, de Kass Morgan

Me sinto na obrigação de começar essa resenha dando um aviso: caso você já tenha assistido a série, comece a leitura com a mente aberta e passe longe de fazer comparações entre as obras. Ressalto isso, pois ambas, série de TV e livros, são totalmente opostas. Por exemplo, Octavia, uma das melhores personagens da série, é ainda uma criança no livro. Finn e Jasper só marcam presença nas telinhas, assim como Glass que está presente somente nas páginas.

"Bellamy respirou fundo. Para sua surpresa, aquilo clareou sua mente, o deixando mais acordado e alerta. Provavelmente acabaria sendo tóxico, mas, cada vez que puxava o ar, sentia algo intrigante e impossível de descrever, como uma garota misteriosa que não olhava em seus olhos, mas passava perto o suficiente para você sentir o cheiro de seu perfume."

Título: The 100: Os escolhidos
Autora: Kass Morgan
Gênero: Ficção
Páginas: 288
Editora: Galera Record
Avaliação

Uma terrível guerra nuclear dizimou o planeta como conhecemos hoje e desde então o que restou da humanidade vive no espaço, em uma nave. Eles esperam pelo momento em que a Terra se torne habitável novamente para que todos possam voltar as suas origens.

Por lá as coisas não são tão diferentes do que já estamos acostumados, a desigualdade e injustiça continuam marcando presença no dia a dia da sociedade. Por exemplo, a nave possui três estações: Phoenix, Walden e Arcadia. A primeira, respectivamente, representa de certa forma a capital e é lá que as pessoas com qualidades de vida melhor vivem. Já nas últimas a diferença é gritante quando comparado com a anterior, pois é preciso racionar água e alimentos.

Há também diversas leis, onde qualquer crime é punido com execução. Quem possui menos de 18 anos é colocado em isolamento até atingir a maioridade, quando recebe um segundo julgamento onde poderá ser absolvido ou sentenciado a morte.

Viver na Terra não passava de um sonho para Clarke, que alimentava a esperança através das histórias que seu pai a contava ainda quando criança. Hoje ela é uma prisioneira e acaba de descobrir que será enviada, junto com outros 99 delinquentes, para a sua antiga terra natal.

Wells é filho do Chanceler e ao descobrir que o Conselho decidiu usar os jovens como um teste para saber se o planeta pode ser habitado nos dias atuais, põe em prática seus próprios meios para ser enviado junto. Ele não permitirá que sua amada embarque nesta aventura sozinha.

Bellamy também não medirá esforços para garantir o seu assento. O jovem precisa dar um jeito de se infiltrar, achar a irmã e protegê-la do que está por vir. Glass, por sua vez, é a única personagem que fará de tudo para não embarcar em direção ao planeta Terra. Isso porque a garota anseia em poder reencontrar seu namorado, explicar o motivo de seu sumiço e talvez poder viver ao seu lado.

Os 100 chegam a Terra assustados, feridos e com a maioria dos suprimentos extraviados. Clarke, que é filha de médicos e estudava a profissão antes de se confinada, fica encarregada para cuidar dos machucados. Wess tenta ao máximo organizar tudo o que é possível, mantimentos, remédios, acampamento. Bellamy está a procura da irmã e Glass, ainda no espaço, se surpreende ao descobrir que Luke, seu namorado, seguiu a vida e está com outra.

Kass Morgan é excelente, sem mais! Os capítulos são alternados entre os quatro personagens citados a cima e obviamente segue um ponto de vista sobre o que está acontecendo, o que isso facilita para um bom entendimento. A narrativa é repleta de segredos que são revelados ao poucos através de flashbacks muito bem inseridos no contexto. Já deu para perceber que desse jeito é impossível não querer o próximo capítulo após terminar o anterior.

É impossível finalizar a leitura e não desejar, no mesmo momento, a continuação. Aliás, eu já li Dia 21, o segundo volume, e posso garantir que é ainda melhor. Em breve sai resenha por aqui!

5 comentários

  1. Também já li os livros os livros e adorei. O meu favorito foi o 3 e sim, não é possível comparar os livros com a série porque apesar de serem diferentes são os dois muito bons :)

    ResponderExcluir
  2. Eu estou lendo esse livro, eu amo a série e estou adorando o livro apesar de estar achando a história beeem diferente! É interessante ver como a equipe da série conseguiu tirar a essência e a mensagem do livro e passar pra tv!

    ResponderExcluir
  3. Acredita que não sabia que tinha o livro, sempre ouço falarem bem da série mas também não vi. Amei sua resenha e fiquei curiosa, claro que vai pra minha lista.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Eu assisti alguns episódios da série e gostei bastante! Esse gênero de leitura sempre foi um dos meus favoritos! Depois dessa sua resenha, com certeza vou querer conferir o livro, amo esses livros cheios de suspense e segredos.

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá! Eu já vi esse livro passando pela minha timeline várias vezes e nunca me despertou muita atenção. Agora lendo sua resenha, acho que talvez seja por causa desse contexto social, sei lá. Vou buscar assistir a série e se me prender, eu leio o livro.
    Beijos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.