After, depois da verdade, de Anna Todd

Ou você ama, ou você odeia os personagens. Eu acredito em um meio termo. Consigo gostar de alguns traços do casal principal e detestar a grande maioria. Vale até ressaltar que são os personagens secundários que muitas vezes salvam o livro, como por exemplo o Landon e até mesmo o tão odiado, neste volume, Zed.


Título: After, Depois do desencontro
Autora: Anna Todd
Páginas: 632
Editora: Paralela

After novamente nos mostrou que em pleno século 21 há mulheres que aturam relacionamentos abusivos e violentos em nome do amor. Tessa sabe o quão problemático Hardin é, mas não enxerga o caminho que seu relacionamento está tomando, a violência. Já consigo até imaginar em um futuro, Hardin batendo nela. Porém, como já dito anteriormente, infelizmente esta é a realidade de muitas mulheres.

Neste segundo volume Tessa precisa decidir se deve ou não perdoar Hardin por seus erros cometidos no livro anterior; descobrir se o que ela sente por Zed é apenas amizade; recorrer e fazer as pazes com sua mãe, ou não; e talvez o maior impasse, onde ela irá morar. Ufa! São inúmeras decisões, a pergunta que não que calar, ela irá pelo melhor caminho? Hardin merece o seu perdão?

Finalmente a Tessa começa a não levar desaforo para casa (bem vinda ao clube!), o que resulta em inúmeras brigas. São tantas que se você não tiver paciência, terá que largar o livro e retomar a leitura do dia posterior. Algo que não mudou em nossa protagonista é a sua mania de tomar decisões péssimas. PÉSSIMAS AMIGA.

Hardin continua o mesmo de sempre, grosso, estúpido, menos babaca e um amor de pessoa quando quer alguma coisa. Ele realmente se esforça para reconquistar seu amor, o que chega a ser bonitinho em alguns momentos. Fora isso, mesma coisa de sempre. Continuo achando que o seu passado não influência em nada na pessoa que ele é hoje, isso é só a desculpinha que autora inventou.
Talvez o grande diferencial desta obra para o seu antecessor são os capítulos alternados entre o casal. Foi interessante pode ver mais dos pensamentos de Hardin, mas também um pouco incomodante seus comentários machistas. Uma coisa é certa, de fato ele a ama, tanto que chega a ser doentio.

Não achei melhor que o primeiro e continuo não recomendando a obra. Pois é aquela velha história tenho medo de depois vocês virem aqui me atirar pedras hahahah!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.