Mil pedaços de você, de Claudia Gray

Sabe aquele livro que você compra pela capa, não coloca muita fé na sinopse e no fim acaba ganhando um tapa na cara com tamanha a qualidade? Prazer, “Mil pedaços de você”.


Título: Mil pedaços de você
Autora: Claudia Gray
Páginas: 288
Editora: Agir Now

Marguerite Caine é filha de dois renomados cientistas responsáveis por pesquisar e provar a existência de multi dimensões. Seu mundo é virado de cabeça para baixo quando o seu pai é assassinado misteriosamente e todas as pistas apontam para um de seus assistentes como o responsável por esta morte. Agora, ela precisa tomar uma difícil decisão e embarcar em uma aventura com seu amigo Theo, também cientista, para caçar o assassino de seu pai.

Para que isso seja possível, eles terão que usar o Firebird – dispositivo desenvolvido pelos pais de Marguerite, que é a única coisa capaz de ligar suas consciências a outras dimensões. Mas, o que são essas dimensões? A cada nova escolha que se faz diariamente, uma nova dimensão é criada. Quando você escolhe comprar um quadro rosa, em outra dimensão você escolheu o azul, por exemplo.

Na busca por respostas ela é apresentada a novas realidade e precisa correr contra o tempo se quiser descobrir porque tudo isso está acontecendo com sua família. E, principalmente, porque Paul Markov, o assistente, não parece ser o assassino que deveria.

Agora deixo aqui o meu depoimento de amor pela dimensão da Rússia. Foi a minha preferida de longe. Lá a Marguerite é uma grã-duquesa filha do czar e acaba ficando presa por um período de tempo maior, o que faz com que ela seja forçada a conviver com a família real e se portar como a realeza. Marguerite precisa viver como a Marguerite dali - e tentar não se apaixonar por aquele Paul. Será possível?

Este foi o primeiro livro com o tema ‘viagens dimensionais’ que eu pude ter a oportunidade de ler. Incrível, é como posso defini-lo. Gostei muito de todo o desenvolvimento, a abordagem dos diversos mundos, o amadurecimento dos personagens, porém, o único ponto que não me agradou 100% foi o final. Mas, por quê? Já nas primeiras páginas eu saquei o desfecho final da obra. Claro, eu não tinha ideia de como iria desenvolver-se, mas sabia o final. Mesmo assim não foi decepcionante.

“Mil pedaços de você” é uma história futurística que envolve viagens interdimensionais e um amor capaz de sobreviver a todas essas dimensões.

2 comentários

  1. eu também já fiz isso,comprei um livro pela capa e quando comecei a ler fiquei desepcionada o que não parece ser o caso desse livro . A autora é muito boa, já ouvi falar dela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Micileide, tudo bem? De fato não foi esse o caso com este livro, mas confesso que já aconteceu com outros. É tão chato isso né? Mas, fazer o que hahaha! Obrigada pelo comentário. Beijos!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.